Como transformar uma ideia num negócio próprio

20/03/2014

Torrnar-se um empresário não é para todos, pois nem todo mundo tem o perfil empreendedor.

Existem aqueles que se arriscam no mercado, e antes dos dois anos de negócio montado, acabam falindo, e isso acontece por falta de planejamento.

A ideia de que é só abrir uma empresa e começar a trabalhar não se aplica aos dias de hoje, visto que, no mercado atual, há incontáveis empresas já atuantes em diferentes ramos e a concorrência é grande.

O melhor caminho ainda é um bom planejamento.

Planejar custos, público alvo, local e tipo de negocio a ser montado. Geralmente o ideal é fazer algo que você já conheça. Possuir experiência em certa área contribui para o desenvolvimento da empresa. No mundo dos negócios existe uma ferramenta conhecida como Plano de Negócio, essa ferramenta é de fundamental importância para dar continuidade à idéia em si.

O SEBRAE é um órgão de apoio a empresários que também oferece todo suporte necessário para quem deseja abrir seu próprio negócio, como cursos, ideias, dicas financeiras entre outras dicas que são oferecidas e agregam seu conhecimento sobre a área que deseja atuar.

O planejamento é algo que deve ser feito com base no tipo de negócio como pesquisa de custos e público alvo, entre outros detalhes, que somente com o plano de negocio você passa a conhecer.


Com o plano de negócio esses detalhes vão deixar de passar despercebidos dando maior credibilidade ao seu negócio.

Um bom exemplo de que o plano de negócio é importante ocorre quando você escolhe o ramo e se esquece do público alvo, por exemplo: decidiu abrir uma loja de artigos importados, porém, em uma avenida de comercio popular.

Não digo que não vai vender, mais talvez não tanto quanto, se fosse num quiosque  dentro do Shopping. A escolha do negócio a ser montado, local e público alvo devem estar atrelados para que tudo caminhe bem.

Não se aventure sem conhecer cada detalhe do ramo proposto, pesquisar negócios iguais na região, saber como é a aceitação do público, ter cuidado com o investimento. Lembrando que as maiorias dos negócios só começam a ser rentáveis após o 2º ano.

Planejar, planejar e planejar é o caminho mais seguro.

Antes de ligar para um contador, procure o SEBRAE, para entender os trâmites necessários. Isso também irá lhe ajudar na escolha do profissional que irá lhe fornecer acessória contábil, pois outra coisa que não pode faltar, é um contador de confiança.

Jamais abra um negócio com o pensamento de que irá trabalhar menos, e a hora que quiser.

O desenvolvimento e crescimento da empresa vão depender do esforço que você aplicar.

Se esse for seu pensamento, aconselho nem tentar, pois ter um negócio próprio implica em dedicação e prepar-se: o que vem pela frente são dias de trabalho até mais tarde.

Agora, se está disposto a enfrentar um novo desafio, composto de vitórias e derrotas, te desejo sorte.

Lucia Petrella

Recursos Humanos e Comportamento Pessoal
petrella.lucia@gmail.com

Última modificação em Qui, 20 de março de 2014 10:55


Escrito por:

Portal Entre Elas



Comente

Colunas